Bediasito

Os tectitos norte-americanos são de longe os mais antigos e bem preservados tectitos conhecidos. São divididos em dois grandes grupos: Bediasitos e Georgiaitos. Foram produzidos há 34 mlhões de anos por um grande impacto na baia Chesapeake. Após um voo de cerca de 2000 km, os Bediasitos vieram aterrisar em sedimentos do Mioceno. Ao longo do tempo a erosão fez surgir afloramentos provenientes desse periodo deixando a amostra os bediasitos. Como resultado desse histórico de redescobertas, a maioria dos espécimes são bem desgastados. Bediasitos de qualidade mediana tem pouca ou nenhuma da camada externa original. 

Para encontrá-los não é somente um esforço de caminhada por centenas ou milhares de milhas quadradas na área de prospecção (como é caso dos Australitos). No caso dos Bediasitos, a superficie do solo onde eles se espalharam na ocasião do impacto foi soterrada, litificada e somente nas regiões onde há erosão é que esse tectito pode ser encontrado. Muito material derivado da erosão foi sendo depositado em solo sedimentar mais jovem. 

Para finalizar os bediasitos são tectitos que se enquadram numa categoria de maior raridade e um dos dois unicos tectitos encontrados nas américas. O custo do outro tectito norte-americano, Georgeaito, supera o valor de $ 100.00 dolars a grama.